You are currently browsing the monthly archive for abril 2008.

A doutrina Monroe é conhecida por seu lema “A América para os americanos”. Explique a que ela se refere (veja aqui documento completo).

  O que foi a Guerra da Secessão? Que fatores levaram à vitória dos Estados do Norte?

O que foi a lei do Homestead? Quem a apoiava e quem se opunha a ela? Por que?

 Explique os motivos da oposição entre os Estados do Norte e os Estados do Sul, excetuando a existência da escravidão.

Explique como foi possível a rápida expansão territorial dos Estados Unidos durante o século XIX e os meios pelos quais ela ocorreu.

As próximas postagens aqui no blog estão pensadas como espaço de exercício de redação para os alunos do 2o ano. A partir de cinco questões para organizar as idéias sobre as situações que deram condições aos Estados Unidos de assumirem uma posição de destaque na geopolítica mundial no século XX, eles postarão comentários com suas respostas. Levarei estas respostas de volta à classe para discussão. Está em jogo aqui a capacidade de expressão das idéias e o conjunto de argumentos que são mobilizados na hora de buscar explicar uma situação histórica.  Possívelmente comentarei os retornos posteriormente.

 

 

 

Leio no blog do Sérgio Amadeu que o TSE está considerando proibir o uso livre da internet na campanha eleitoral desse ano. Já que não está regulamentado, melhor que seja proibido. O Sérginho tem razão de considerar isso absurdo – a regulamentação precisa seguir uma agenda própria do TSE ou responder a situações abusivas que venham a surgir nessa nova mídia. É impossível proibir a priori – e é limitante, pouco criativo, anti-democrático.

O post também faz bons comentários sobre as inócuas intenções de se limitar uso de Orkut e debate de questões eleitorais por meios eletrônicos.

É importante olhar para esse tipo de movimentação aqui no Brasil, justamente num ano que que estamos acompanhando a importância da rede nas eleições norte-americanas.

Um artigo na Folha Online fala da pressão dos jovens para que os pais votem em Obama.

Com a popularidade bastante cacifada pela circulação na internet, em muitos casos é por meio dos filhos que os pais estão chegando aos discursos cativantes do pré-candidato democrata. A reportagem diz que o discurso de Obama, “A more perfect Union” foi o item mais acessado no Facebook, e a transcrição do vídeo no site do “NYT”  foi a notícia mais enviada por e-mail.

É curioso lembrar que para votar nas primárias os eleitores se filiam a um dos partidos, e há filhos fazendo pressão que os pais “mudem de lado nessa eleição”, mesmo que sejam republicanos tradicionais.

Interessante pensar no papel que pode ter uma juventude esperançosa na articulação de condições para a transformação de um país. Na verdade, esse é o bem maior que podemos desejar, uma juventude mobilizada, atenta e crítica. Se além disso ela ainda conseguir influenciar os pais, estaremos num bom caminho politico.

Del.icio.us

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Blog Stats

  • 148,051 hits